quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Capítulo 7

Vanessa usava um vestido claro solto e bem curto, estava incrivelmente linda. Estava difícil de escolher o sabor da pizza, o que eu gostava ela detestava e vice versa. Então decidimos pedir ½ grega e ½ margherita. Conversamos sobre diversos assuntos, principalmente envolvendo o trabalho. O celular dela fez um barulho como um toque de notificação, ela olhou para a tela do aparelho por alguns segundos.
- Você ainda não me adicionou nas redes sociais... – ela me falou sorrindo levemente.
- Você também não...
Ela me olhou e soltou um suspiro. Mexeu novamente no celular por alguns instantes.
- Pronto.
Ela me olhava sorrindo, Oh meu Deus como ela fica linda sorrindo.
- Você já pode parar de ficar me olhando e aceitar...
Esse foi um daqueles momentos em que você fica procurando uma picareta para fazer um buraco no chão e se enfiar. Peguei o celular e a aceitei, apenas sorrindo sem pronunciar uma única palavra.
- Porque você me olha desse jeito? – ela me encarava séria.
Senti um arrepio me subindo no corpo.
- É impressão sua... – tentei disfarçar.
- Não, não é. Eu sei.
A campainha tocou, era a pizza. Salvo pelo gongo.
Sentamos a mesa e tentei ao máximo que pude evitar aquele assunto novamente, parece que funcionou. A pizza estava ótima, mas a companhia dela estava melhor ainda. Quando acabamos de comer ela insistiu em me ajudar a lavar a louça. Ela riu horrores do quanto sou desajeitado na cozinha.
Fomos para a sala com um pote de sorvete, ela parecia incrivelmente a vontade ao contrario de mim. Ela me fez diversas perguntas sobre mim, sobre a faculdade, sobre a minha família, sobre como fui trabalhar no jornal. Até que ela chegou novamente ao ponto crucial.
- Você não respondeu a minha pergunta...
- Qual pergunta? – eu sabia perfeitamente do que ela falava.
- Não se faça de tonto, o que eu sei que você não é.
- Eu ainda acho que é impressão sua. Ou talvez pretensão... – olhei para ela sorrindo, mas com um pouco de medo da possível interpretação dela.
Ela me olhou profundamente e levantou-se do sofá, por um momento tive medo de que ela fosse embora brava com a minha resposta, mas não. Ela se pôs de pé na minha frente, colocou os braços para trás e foi lentamente abrindo o zíper do vestido. Eu acompanhava a cena incrédulo com o que estava acontecendo, realmente era impossível tentar entende-la.
Ela colocou as mãos no ombro e deslizou o vestido pelo corpo fazendo-o cair até os seus pés, vislumbrei o corpo dela, era a perfeição em forma de mulher, ela usava um lingerie vermelha de renda. Eu não conseguia raciocinar direito, ela só podia estar querendo me deixar louco. E ela estava conseguindo, com toda a certeza.
Eu continuava sentado no sofá imóvel. Ela chegou ainda mais, colocou os joelhos ao lado das minhas pernas e sentou no meu colo,  aproximou-se da minha orelha e sussurrou:
- Você é sempre lento assim?
- Não... Realmente não, mas eu já desisti de tentar entender o que eu sinto quando estou perto de você.
Ela mordeu minha orelha e beijou o meu pescoço enquanto eu deslizava as minhas mãos pelas costas dela, levantei-me com ela agarrada ao meu corpo e nos dirigimos ao meu quarto.

******************************************************
Olá pessoal!!
Mais um capítulo para vcs!!! E já adianto q o próximo capítulo vai ser hot kkkkkk 

Obrigada pelos comentários meninas!!! 
E Liriane não foi nada suas fic são incriveis!! Sou apaixonada por cada uma delas!!!
Para conferir a nossa página de divulgação das fic, clique aqui.
Beijoos

4 comentários:

  1. OMG!!!!como vc para o capítulo bem nessa parte???
    quer me matar????
    tá mega perfeito,super ansiosa pra ler o capítulo hot,hehe
    posta mais,kisses

    ResponderExcluir
  2. Eu sabia que o capítulo hot aparecia em breve. A Vanessa faz por isso haha!
    Posta logo.
    Beijos.

    ResponderExcluir